segunda-feira, julho 17, 2006

Soneto: Dona da noite

Mais um elogio à lua, pela sua visita à nossa mesa na noite de 26.06.2006 no Belém Grill. Na ocasião estavam eu, Joel e Eugênio e a lua (Lilian) chegou acompanhada de duas estrelas, Ana e Giovana.

Dona da noite

Sem que eu percebesse
Fostes surgindo entre as nuvens.
Linda, clara, quieta, viva
E tomastes conta da noite.

O teu sorriso eternizou o céu
A tua luz iluminou a noite.
Descestes junto com a chuva
E as estrelas desceram aos teus pés.

Diante da tua grandeza
O tempo perde a razão
E eu tempo peço.

Distante da tua beleza
A noite perde a canção
E eu me disperso.

Abraços poéticos,

2 comentários:

Lilian disse...

Ah este dia foi tudo...
Quanta saudade....

Lilian disse...

Ah este dia foi tudo...
Quanta saudade de vocês....